"UMA MENTE EXPANDIDA PELO CONHECIMENTO JAMAIS RETORNA AO SEU TAMANHO ORIGINAL"

"UMA MENTE EXPANDIDA PELO CONHECIMENTO JAMAIS RETORNA AO SEU TAMANHO ORIGINAL"

sábado, 26 de janeiro de 2013

DEUS EXISTE?

Em pleno Séc. XXI, em tempos de uma tecnologia avançada, onde o conhecimento é relativamente acessível e muito divulgado, por inúmeras mídias, ainda assim, quando abordamos o tema religião, devemos tomar cuidado, pois ainda muitos se ofendem ao  se questionar determinados dogmas, e o fato de mencionar sua descrença, apostasia, ateísmo, agnosticismo, ou qualquer denominação que mostre a não crença em deus algum, ainda é visto com estranheza, causa desconforto ou até indignação...imaginem há alguns séculos?

Segundo o Wikipédia:
Apostasia (em grego antigo απόστασις [apóstasis], "estar longe de") não se refere a um mero desvio ou um afastamento em relação à sua fé e à prática religiosa. Tem o sentido de um afastamento definitivo e deliberado de alguma coisa, uma renúncia de sua anterior fé ou doutrinação. Pode manifestar-se abertamente ou de modo oculto.
Prática muito comum entre os teístas, principalmente entre os cristãos, seria um tipo de ameaça,  que você descrente vai sofrer a ira de Deus, vai pegar alguma doença...na foto supra o mais prudente seria chamar um médico...rs
Dependendo de cada religião, um apóstata, afastado do grupo religioso no qual era membro, pode ser vitima de preconceito, intolerância, difamação e calúnia por parte dos demais membros ativos. Um caso extremo, é aplicação da pena de morte para apóstatas na religião islâmica em países muçulmanos, como por exemplo, na Arábia Saudita e Irã.

Maneira comum de matar os hereges na idade média, ainda falado em muitas igrejas - "queima ele em nome do Senhor"
JÁ CITADO NO ARTIGO SOBRE PRECONCEITO RELIGIOSO, A ORIGEM
Ao longo da história da humanidade o Homem sempre buscou auxílio para seus problemas, ou explicações para cousas do seu cotidiano, as quais ele não tinha como explicar.

Se estava muito frio, rezamos para o Deus do Sol, se não chove, para o Deus da chuva, numa peste que atormenta seus pares, rezamos para o Deus da Cura, para ganhar a guerra, Deus da Guerra, se algum Deus está descontente, façamos oferendas, sacrifícios, e assim segue...

Tlaloc, dos astecas, deus da chuva, o senhor do raio, do trovão, do relâmpago
E com o passar dos milênios, foi se nomeando Deuses e mais Deuses, alguns foram só trocando de nomes, com o sincretismo.
Para quem ainda não assistiu ao documentário zeitgeist



Como no início existia a fé, que é o acreditar em algo, logo alguém inventou a religião, que é acreditar em alguém e no que aquela pessoa diz em nome de seu Deus ou dos Deuses, seguir um certo ritual, e essa invenção da religião, via de regra é para doutrinar, controlar e manipular as ações de um determinado grupo.

Assim a religião faz as pessoas se comportarem de um determinado modo, pensarem de um determinado modo, e o mais importante, não questionar determinados fatos, pois isso atrairia a ira de Deus/Deuses para quem não seguiu esses preceitos, ou para os demais, logo aquele herege, não seguidor das “regras”, deveria ser extirpado do convívio dos demais.

Por isso toda religião, tem suas regras, e normalmente seus Deuses são ora benevolentes, misericordiosos, ora maldosos e enfurecidos, matam ou já mataram milhares de pessoas para que sua vontade prevaleça, e seus dogmas não sejam sequer  questionados.

No panteão que temos no mundo, ao longo da história, qual seria o Deus certo?

Dos sumérios, dos persas, dos hebreus, dos cristãos, dos gregos, dos maias, dos dogons, dos astecas, dos tupis, dos guaranis, dos egípcios, entre uma infinidade de civilizações com suas crenças?

A imagem que temos do Deus da bíblia Judaica-cristã, vem  de Zeus, dos gregos

Trindade hindu - brahma vishnu shiva
Deus Sol Mitra

Yeshua
Estão todos certos ou estão todos errados?
Seria Deus/Deuses somente um encontro entre seres alienígenas e humanos? Conforme a teoria dos astronautas do passado, lembremos que tanto Colombo, quanto Hernan Cortez, ao chegarem a América, os índios os tomaram por Deuses...

O fato é que se usarmos um raciocínio lógico, muitas religiões, com seus livros sagrados, caem em diversas contradições, e se analisarmos pelo estudo da história, seus personagens muitas vezes ou nunca existiram ou são muito diferentes, a parte real e a distorção pela fé.(vide Jesus Místico e Mítico)

Não critico aqui a fé das pessoas, só que desde sempre muitos espertos faturam em cima da fé alheia, de altos cargos eclesiásticos, com seus inúmeros benefícios a fortunas em dinheiro, o qual não precisa ser declarado, nem pagar impostos...ou seja, melhor negócio do mundo.


Não posso aqui cometer a leviandade de dizer que Deus/Deuses não existem, porque não posso provar isso, como também os teístas não conseguem provar me a existência de qualquer Deus.
Assim como o unicórnio, pelo raciocínio teísta podemos acreditar em algo, mesmo sem nunca te-lo visto.
Más se existisse um Deus/Deuses, ele(s) nunca deixariam tanta desgraça acontecer no mundo, tanta injustiça, fome, miséria, guerras, mortes, pessoas enriquecendo em seu nome, por exemplo, onde estava o Deus dos Cristãos na Idade Média? 

Como um Deus poderia matar crianças? Qual a justiça em uns viverem muito e outros pouco, uns com fome e outros desperdiçando comida? Uns com saúde, outros com doenças desde o nascimento?

12 comentários:

  1. Parabens. Otima materia, mas tente ser mais frequente please. ^_^

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Resolvi questionar se realmente Deus/Zeus são a mesma divindade sincretizada. Vamos comparar e confirmar se realmente o Deus verdadeiro se assemelha ao Zeus dos gregos antigos. Abaixo o link que usei como base para descrever Zeus:

    http://www.suapesquisa.com/mitologiagrega/zeus.htm

    Introdução

    Zeus é o principal deus da mitologia grega. Era considerado, na Grécia Antiga, como o deus dos deuses. O nome Zeus em grego antigo significava “rei divino”.

    Comparação: Deus é a única divindade. É, desde sempre, um. Seu nome significa Ser Criador Todo-Poderoso e ETERNO.

    Genealogia e filhos de Zeus

    Zeus era filho mais jovem do casal de titãs Cronos e Rea. Casou-se com a deusa e irmã Hera (deusa do casamento). Porém, de acordo com a mitologia grega, teve várias amantes (deusas e mortais) e vários filhos destes relacionamentos. Os filhos mais conhecidos de Zeus são: Apolo (deus da medicina e da luz), Atenas (deusa da sabedoria e da estratégia), Hermes (deus do comércio e dos viajantes), Perséfone (deusa do mundo subterrâneo), Dionísio (deus do vinho) , Herácles (herói grego) , Helena (princesa grega) , Minos (rei de Creta) e Hefesto (deus do fogo).

    Comparação: Não teve princípio e jamais terá fim, sendo portanto o Único Eterno. Não tem características humanas, contudo Ele nos fez conforme sua imagem e semelhança. Deu-nos a conhecer a Si mesmo através de Seu Filho, unigênito do Pai.

    Poderes e atributos

    De acordo com a crença dos gregos antigos, Zeus ficava no Monte Olimpo governando tudo o que acontecia na Terra. Era considerado também o deus do céu e do trovão. Era representado nas pinturas e esculturas num trono ou em pé, ao lado de um raio, carvalho, touro ou águia. Estas representações simbolizavam qualidades e poderes (rapidez, força, energia, comando) atribuídos ao deus.

    Comparação: É perfeito e Todo-Poderoso, sem qualquer limitação. Está em todos os lugares. Não há maneira de representá-Lo, já que É Infinito.

    Mitologia romana

    Entre os deuses romanos, na mitologia romana, Zeus era conhecido como Júpiter, possuindo as mesmas características e atributos da mitologia grega.

    Comparação: Independente de onde permitir estarmos em sua presença, É sempre O Mesmo.

    Concluo que não há semelhança alguma, independente de crer ou não neles não podemos afirmar que um foi baseado no outro pois os "moldes" não conferem.

    ResponderExcluir
  4. Mano ate o deus da biblia veio de crencas mto mais antigas, ou vc acha q o mundo foi criado e depois veio abraao com o judaismo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, sim, muito veio da mitologia suméria, mtas lendas foram se adaptando, complementando, até chegar a nós...

      Excluir
  5. Existe apenas um denominador comum quanto aos sumérios: o dilúvio, e este veio muito antes do patriarca Abraão.
    Se nós cremos ou não que aquela porção de terra foi inundada, neste caso não importa, pois devemos entender no que eles criam para entender como pensavam.
    Neste caso os Sumérios criam em uma inundação devastadora e segundo seus hieróglifos o deus que evaporou a água e os salvou foi o sol (nada daquela besteira conspiratória sobre nibiru). E para se aproximar do sol eles sacrificavam nos lugares mais altos (eis aí a morfologia de altares).
    Novamente comparo: neste caso crer ou não em Deus não importa, mas é fato que não temos argumentos para afirmar que foi neste relato que Moisés se baseou, e não o contrário.
    Documentalmente falando, os papiros da bereshit são muito mais numerosos e fidedignos, e com inúmeros eruditos versados em hebraico arcaico, além da LXX em grego, e muitos milênios depois em siríaco, latim e copta. Os Sumérios sacrificavam seus entes a um astro, os hebreus neste período não sacrificavam nem prestavam culto a seu Deus. Quem instituiu culto e iniciou o sincretismo foi Salomão, e não foi ao Deus de Abraão, mas sim ao deus que habita nas trevas. Hoje não há mais como negar que o Jesus histórico existiu, e E
    Ele não veio trazer uma religião, bem como o cristianismo. Ismo importa em um sistema, e Ele veio acabar com os ismos. Sim, pois é uma atitude sem fundamento adorar qualquer coisa visível; Ele ensinou que não há nada que possamos fazer por Deus, pois é Ele mesmo o doador de todas as coisas. Para agradar a Deus, disse Jesus, seja fraterno com seus semelhantes. Só isso, um jugo suave, um fardo leve. Mas desde aquele tempo até hoje, perdoem-me doravante o vocábulo xulo, surgiram um bando de safados querendo ser Deus! Na Babilônia, Suméria, Egito, Grécia, Assíria, Roma, Inglaterra, Alemanha, EUA, Brasil e etc surgiram sempre a mesma espécie de salafrários enganadores convertendo a graça de Deus em dissolução. Esta raça de víboras só quer dinheiro, se apegam em leis humanas e nunca sequer ensinam o único mandamento do único enviado por Deus: amem-se.
    De novo o Deus verdadeiro não tem nada a ver com estas fábulas, o problema é que não há quase ninguém que em vez de aceitar as receitas de bolos desses pedreiros anátemas, vá ler e pensar com a própria cabeça sobre o que Jesus disse e sobre o que dizem que Ele disse, mas que na realidade nunca disse, nisto inclui-se a heresia do dízimo que simplesmente não existe no Evangelho. Um absurdo imensurável é fazer guerra em nome de Deus, sendo que Este disse: sejam misericordiosos. Os Israelitas fizeram guerra em nome de Deus, mas antes de irem Deus havia dito que NÃO ESTARIA COM ELES PORQUE SUAS OBRAS ERAM MÁS! Jesus disse que os seus discípulos seriam como ovelhas entre lobos. Deus disse que não habita em templos feito por mãos de homens, mas que está junto dos abatidos. Ele nunca prometeu nada neste mundo, Jesus, aliás, disse que digno é o trabalhador do salário. Estas verdades são ensinadas? Não! Há muitas outras coisas para ensinar, mas a beleza está em ser aprendiz.

    ResponderExcluir
  6. ola amigo ! gostei do blog,gostaria de uma troca de parceria ? estou esperando resposta...
    http://esquadraovni.blogspot.com.br/p/contact-us.html

    ResponderExcluir
  7. olá! Sempre fui espírita,mas ja fazem 3 anos q estou viciado neste assunto. A física explica que a teoria mais simples(fundamental) deve ser tomada como explicação! Poxa,é mais fácil provar q deus não existe do q provar q existe! Na bíblia eles descem e sobem ao céu,lançam fogo sobre nações,enfim...me parece mais físico q imaterial! Além do mais por exemplo,na época das cavernas os primitivos relatavam seu passado com desenhos em pedras, e ha mais ou menos 2013 anos nao foi possível fazer um retrato falado,rabiscado,pintado,bordado...de cristo,ou deus? Apenas a bíblia,escrita pela mão do homem,por 1500anos! A "estória"é toda subliminar! Como afirmei no início sou espírita,acredito em um criador,mas na minha concepção nao é nada Divino!
    Abração! Execente matéria! O tipo de coisa q deveria passar na "globo"!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bom sua linha de raciocínio, ha muitas histórias e estórias mal contadas, muito obrigado pelos elogios e pelo comentário...valew

      Excluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Á várias teses sobre a crucificação mas todas elas provão que ele morreu e ressuscitou. Certeza que á vida pós morte.Vem de cada um a onde queira passar a eternidade ???. Eu por exemplo quero passar ao lado do CRIADOR.

    ResponderExcluir
  10. Ninguém tem que provar que algo não exista. Fim.

    ResponderExcluir