"UMA MENTE EXPANDIDA PELO CONHECIMENTO JAMAIS RETORNA AO SEU TAMANHO ORIGINAL"

"UMA MENTE EXPANDIDA PELO CONHECIMENTO JAMAIS RETORNA AO SEU TAMANHO ORIGINAL"

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

PRECONCEITO RELIGIOSO, ORIGEM





O  preconceito é algo que as vezes está tão enraizado nas pessoas que elas nem sabem ô por que pensão de um determinado jeito.

Se for sobre religião então o estigma e o preconceito vem desde a época colonial, ainda hoje ano 2012 ainda tem resquícios desse tempo de outrora.

Vou abordar um tema muito controverso, que é a Umbanda, em artigos anteriores esclareci que em se tratando de religião as pessoas devem ir aonde tenham paz de espírito e  sintam-se bem.
 
Para entendermos ô por que dessa ojeriza, vamos ao contexto histórico:

No Brasil colonial, devido ao eurocentrismo imposto por Portugal, tudo europeu era considerado melhor, tanto o povo, quanto seus costumes e cultura, logo o catolicismo era absoluto.

Com a "importação" de escravos vindo da Africa, para substituir o "vagabundo" do índio, que tinha sua cultura própria e o modo de trabalho europeu não condizia com sua visão de trabalho, logo ganharam fama de preguiçosos.

Com a chegada dos negros, estes tinham suas culturas aos Orixás, como o passar dos anos, estes cultos foram crescendo na medida que cresciam a quantidade de escravos negros.
 
O senhor da fazenda ao ver aqueles negros dançando e cultuando sua religião,  tocando seus instrumentos feitos com madeira chamada "macumba", daí vem o termo pejorativo, estão lá a tocar aquela macumba, como essa religião não era a católica, logo estariam cultuando o demônio ou algum tipo de bruxaria, logo apanhavam muito pra "tirar" o demo.

Numa tentativa de sobrevivência, foi espertamente feito o sincretismo, que da mesma maneira foi feito em diversas oportunidades ao longo da história, como sincretizar o culto festivo da mãe Ísis com o menino Hórus para Virgem Maria e Menino Jesus, ou mesmo o Natal que é o nascimento do Deus mitra, que era comemorado com banquetes e muita alegria, foi transferido ao nascimento de Jesus, os negros utilizaram os  santos católicos para sincretizar com seus orixás, e continuar os cultos disfarçados.



A partir daí quando estavam nas giras, e que chegava o senhor da fazenda, eles alegavam estarem cultuando por exemplo São Jorge, ai não eram importunados, mas na verdade era Ogum, e por aí vai o parelhamento de todos os orixás com santos católicos, Oxalá/Jesus, Iansã/Santa Bárbara, Xango/São Jerônimo e por ai vai, modo de sobrevivência de uma cultura.

Como todos os Orixás sincretizaram nos santos, quem "sobrou"? Exu...figura controversa e mal entendida, sobrou para o sincretismo o Diabo, ainda mais para os leigos no assunto, mesmo Exu não sendo voltado para o mal, tendo que se fazer um estudo muito profundo para se ter a devida noção da simbologia dentro da umbanda, e seu significado, não sendo o escopo desse artigo.



Mesmo assim, devido a forte mão de ferro da Igreja Católica, e posterior com o surgimento das igrejas evangélicas, ambas de visão eurocentricas, a visão de um culto de negros por si só já é considerado inferior aos brancos, no caso da Umbanda, que reúne Orixás Africanos + Espiritismo + Catolicismo + Elementos Nativos (Índios/Caboclos/Bahianos), sendo genuinamente brasileira, voltada à caridade, é vista como bruxaria, magia negra, culto ao Diabo, entre outros termos preconceituosos.

Com isso muitas pessoas que foram criadas sobre os dogmas cristãos, de que se pecarem irão pras profundezas do inferno e coisas assim, para por medo nas pessoas e  controla-las mais facilmente, como no mito da caverna de Platão ( http://sociedadeolhodehorus.blogspot.com/2011/10/mito-caverna-de-platao_16.html ), primeiro post, estas cresceram numa realidade, e mostrar lhes que existem mais religiões ou outros tipos de crenças e que isso não necessariamente é algo errado, é deverás complicado, pois tal qual os presos ao fundo da caverna , mentes muito fechadas vão ter muita dificuldade para caminhar na luz do conhecimento e se libertar dos medos e preconceitos.

 Assim o pré conceito, que é uma ideia anterior já formada, sem ao menos conhecer sobre o assunto, é algo que muitas pessoas, mesmo não aceitando serem rotuladas como preconceituosas, realmente são.

 
E tem pessoas que eu nunca entendi, porque tem a necessidade de querer provar que sua religião é a correta, o Deus que ele segue é melhor, mais justo...etc, e quer a todo custo lhe convencer disto, ficando  claro seu preconceito e ainda mais grave, a soberba de não aceitar que vivemos num país laico, ou seja, sem religião oficial, sendo livre as manifestações de religiosidades e cultos, tornando-se novos  inquisitores, e senhores donos da verdade absoluta.
termo utilizado até hoje, o famoso "queima ele em nome do senhor"
EVITE OS "ACHISMOS", MESMO PARA CRITICAR ALGO OU ALGUÉM, VOCÊ DEVE SABER BEM O QUE ESTÁ FALANDO, FALAR COM PROPRIEDADE E NÃO GUIADO PELO PRECONCEITO OU IGNORÂNCIA...ENTENDA PRIMEIRO PARA AI SIM TECER ELOGIOS OU CRÍTICAS, E ISSO VALE PARA RELIGIÃO, EDUCAÇÃO, TRABALHO, OU SEJA, PRA TODA SUA VIDA. 





4 comentários:

  1. Muito bom... Concordo com você, principalmente na parte do "E tem pessoas que eu nunca entendi, porque tem a necessidade de querer provar que sua religião é a correta,[...]". Tem uma frase que define bem o que eu penso disso: Ninguém fica repetindo "Creio no Sol, Creio na Lua, Creio na Chuva" a necessidade que alguns religiosos tem de proclamar sua crença com tanta frequência e tão alto, é em si mesmo um sinal de dúvida. Eles tentam sufocá-las através da repetição" - C.W. Dalton

    ResponderExcluir
  2. Muito bom,mesmo...como dizia renato russo"todos tem,todos tem,suas próprias razões"gosto mais do "conheceis a verdade e ela vos libertará".
    O diferente não é certo,não é bom,e com certeza,é perigoso.
    É incrivel como certos lideres religiosos tratam as outras religiões como seitas ou ate mesmo como um problema da sociedade cristã moderna.
    e eles com certeza são a cura,a libertação.

    ResponderExcluir
  3. Navegar pelo seu Blog é sempre uma gostosa avenua de saber e muita cultua. Muito bom, aliás sobre essa matéria, eu sou suspeito. Fantástico..Sandro, obrigado pela homenagem....

    ResponderExcluir
  4. Oh! Sempre! Todos os Benditos Exús (que me ajudaram e/ou me ajudam)! Sempre! Especialmente, ao Bendito Exú Marabô (Exú Baraba, Deus Put Satanakia)! Sempre! Laroiê, Mojubá, Pavanã! Sempre! Malê! Sempre! Eterna, Infinitamente, Agradecido, Grato (Mesmo), de coração, por tudo de bom, a mim, por tudo, Sempre a meu favor (e Jamais contra mim)! Felizmente! Sempre! Axé, Axé, muito Axé!...

    ResponderExcluir