"UMA MENTE EXPANDIDA PELO CONHECIMENTO JAMAIS RETORNA AO SEU TAMANHO ORIGINAL"

"UMA MENTE EXPANDIDA PELO CONHECIMENTO JAMAIS RETORNA AO SEU TAMANHO ORIGINAL"

terça-feira, 6 de março de 2012

ASTRONAUTAS DO PASSADO: TEXTOS SAGRADOS

A ideia de que alienígenas nos visitaram e ajudaram o ser Humano a se desenvolver, é um tema que a cada dia ganha novos adeptos, pois se pensarmos, de meros coletores primitivos, passamos a fazer coisas notáveis: pirâmides, estruturas complexas, escrita, conhecimento astrológico, conhecimento de medicinal, entre outros.

E muitas evidências vem dos textos sagrados, a própria Bíblia relata em várias passagem a visita e o contato com seres "superiores", também existem relatos em textos hindus, como a Mahabharata.

A ciência moderna em nosso planeta tem por volta de 400 anos, e a existência do Homem remonta oficialmente há +- 10.000, ou seja, se no passado tivéssemos contato com seres com milênios de desenvolvimento, e uma tecnologia muito superior, como velocidade próxima da luz, teletransportação, armas pequenas com um grande poder de destruição, provavelmente nossos ancestrais acreditariam que esses seres seriam ou deuses ou anjos ou até mesmo demônios, foi exatamente o que aconteceu quando Colombo apareceu pela primeira vez para os nativos americanos, ou Hernan Cortez quando apareceu para os astecas, ambas civilizações os tomaram como deuses.

Vamos aos fatos:


O profeta enoque:

A citação bíblica sobre Enoque  é bem superficial, mas muito intrigante, a palavra hebraica para Enoque significa “Homem” ou “Humanidade”. Nos primeiros capítulos de Génesis surgem dois Enoques: o primeiro Enoque é o terceiro desde Adão, pela via de Caim, mais especificamente, o primogénito de Caim que deu o nome à primeira cidade referida na Bíblia; o segundo Enoque é o sétimo desde Adão pela via de Sete.

”Andou Enoque com Deus, depois que gerou a Matusalém, trezentos anos; e gerou filhos e filhas. Todos os dias de Enoque foram trezentos e sessenta e cinco anos; Enoque andou com Deus; e não apareceu mais, porquanto Deus o tomou.” (Gn 5:22-24).
 
  
O Gênesis diferencia os filhos de Deus dos filhos dos homens,  Génesis 6, diz: 
“Quando os filhos dos homens se tiverem multiplicado nesses dias, sucederá que lhes nascerão filhas esbeltas e belas. E quando os anjos, os filhos do Céu, as virem, por elas se apaixonarão; e dirão uns aos outros: Escolhamos mulheres da espécie dos homens e tenhamos com elas filhos…” (Livro Etíope de Enoque, Capítulo VII)


Na bíblia, Naquele tempo viviam gigantes na terra, como também daí por diante, quando os filhos de Deus se uniam às filhas dos homens e elas geravam filhos.  (Gênesis 6,4)

E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança. (Gênesis 1,26)   http://sociedadeolhodehorus.blogspot.com/2011/10/reptilianos-annunakis.html 


Enoque é levado por "deus" e vive junto a ele por 300 anos, quando retorna e repassa o conhecimento adquirido, a escrita, fabricação de armas, construções, ele conhece os "anjos" por seus nomes, escreve sempre eu primeira pessoa "eu vi, eu estava lá".


O livro de Ezequiel:
Ezequiel foi um sacerdote que profetizou por 22 anos durante o século VI a.C,  nos textos do Antigo Testamento bíblico, o Livro de Ezequiel fala de um objeto voador visto como um turbilhão de fogo que, quando desceu na terra lhe mostrou uma aparência de ser feito de metal. 

É descrita, entre outras coisas como uma roda dentro de uma roda com quatro ocupantes, "criaturas vivas", cuja semelhava ao homem. A passagem ainda diz que, sempre que as rodas se moviam as criaturas também se moviam, e quando as criaturas subiam as rodas se elevavam:




Ezequiel 1:19 E quando andavam os seres viventes, andavam as rodas ao lado deles; e quando os seres viventes se elevavam da terra, elevavam-se também as rodas.

Ezequiel 1:20 Para onde o espírito queria ir, iam eles, mesmo para onde o espírito tinha de ir; e as rodas se elevavam ao lado deles; porque o espírito do ser vivente estava nas rodas.

Ezequiel 1:21 Quando aqueles andavam, andavam estas; e quando aqueles paravam, paravam estas; e quando aqueles se elevavam da terra, elevavam-se também as rodas ao lado deles; porque o espírito do ser vivente estava nas rodas.

Ezequiel 1:22 E por cima das cabeças dos seres viventes havia uma semelhança de firmamento, como o brilho de cristal terrível, estendido por cima, sobre a sua cabeça.

Ezequiel 1:23 E debaixo do firmamento estavam as suas asas direitas, uma em direção à outra; cada um tinha duas que lhe cobriam o corpo dum lado, e cada um tinha outras duas que o cobriam doutro lado.

Ezequiel 1:24 E quando eles andavam, eu ouvia o ruído das suas asas, como o ruído de muitas águas, como a voz do Onipotente, o ruído de tumulto como o ruído dum exército; e, parando eles, abaixavam as suas asas.

Ezequiel 1:25 E ouvia-se uma voz por cima do firmamento, que estava por cima das suas cabeças; parando eles, abaixavam as suas asas.

Ezequiel 1:26 E sobre o firmamento, que estava por cima das suas cabeças, havia uma semelhança de trono, como a aparência duma safira; e sobre a semelhança do trono havia como que a semelhança dum homem, no alto, sobre ele.

Ezequiel 1:27 E vi como o brilho de âmbar, como o aspecto do fogo pelo interior dele ao redor desde a semelhança dos seus lombos, e daí para cima; e, desde a semelhança dos seus lombos, e daí para baixo, vi como a semelhança de fogo, e havia um resplendor ao redor dele.

Ezequiel 1:28 Como o aspecto do arco que aparece na nuvem no dia da chuva, assim era o aspecto do resplendor em redor. Este era o aspecto da semelhança da glória do Senhor; e, vendo isso, caí com o rosto em terra, e ouvi uma voz de quem falava.



VIMANAS:

O Mahabharata é sem dúvida o texto sagrado de maior importância no hinduísmo,  e pode ser considerado um verdadeiro manual de psicologia-evolutiva de um ser humano. A obra discute o tri-varga ou as três metas da vida humana: kama ou desfrute sensorial, artha ou desenvolvimento econômico e dharma a religiosidade mundana que se resume em códigos de conduta moral e rituais, obrigatórios para quem deseja o desfrute e o poder econômico que adquire o desfrute.

Este poema épico da Índia antiga é mais volumoso que a Bíblia e tem mais de 5000 anos. Nele estão descritas histórias intrigantes como a dasVimanas, máquinas voadoras, movidas a mercúrio e forte vento propulsor, teriam navegado a grandes alturas. As Vimanas podiam vencer distâncias infinitas, mover-se de baixo para cima, de cima para baixo e de trás para diante. Veículos espaciais com uma dirigibilidade de causar inveja! Nossa citação baseia-se na tradução de N. Dutt, Inglaterra, 1891:

"... Por ordem de Rama, o carro maravilhoso subiu com
enorme estrondo para uma montanha de nuvens..."

"... Bhima voou com sua Vimana num raio imenso, que
tinha o clarão do sol e cujo ruído era como o trovejar
de um temporal..." ( C.Roy,1889 )
 
Relata, cheio de horror, uma arma que podia matar todos os guerreiros que usassem metal no corpo: - quando os guerreiros eram informados a tempo da presença dessa arma, arrancavam de si todas as peças de metal que levavam, mergulhavam num rio e lavavam cuidadosamente seus corpos e tudo aquilo com que tivessem contato. Não sem motivo, como explica o autor, porque a arma causava o efeito de fazer cair os cabelos e as unhas das mãos e dos pés. Tudo que era vivo, lamenta ele, tornava-se pálido e fraco.
 
No 8º livro está, talvez, o primeiro relato sobre o lançamento de uma bomba de hidrogênio: "...Gurkha, a bordo de uma possante Vimana, arremessou um único projétil sobre a cidade tríplice..." O relato usa vocábulos, como temos na memória de histórias de testemunhas oculares da explosão da primeira bomba H no atol de Bikini: - fumaça branca incandescente, dez mil vezes mais clara que o Sol, teria elevado-se com brilho imenso e reduzido a cidade a cinzas.". 
                                                
Quando a cidade de Mohenjo-Daro foi escavada por arqueologistas no século 19, eles acharam esqueletos estirados nas ruas, alguns deles de mãos dadas, como se estivessem esperando a morte. Estes esqueletos estão entre os mais radioativos já encontrados, similares aos de Hiroshima e Nagasaki.

  
O Ahnihotra-Vimana possuía dois motores, enquanto o Vimana-elefante possuía mais (outros tipos levavam nomes de outros animais, como o Íbis). A propulsão dos Vimanas é envolta em controvérsia. Em uns textos diz ser movida por um líquido amarelo-esbranquiçado (gasolina?), e algumas vezes por um tipo de composto de mercúrio. Em outro ainda é movida por pulsos (vibração).
Interessante notar que os nazistas desenvolveram motores baseados em pulsos para as suas bombas V-8. Hitler era especialmente interessado na Índia, e mandava expedições para lá e para o Tibet, ainda nos anos 30.

Como já explanado, são teorias, entretanto as evidências são contundentes, apontando para vários contatos extraterrestres ao longo de muitas regiões do planeta, seria tudo isso coincidência? Ou fomos visitados realmente e esse contato remodelou a história humana, fazendo de nós o que somos hoje, se sim, a única dúvida é por que nunca mais retornaram para contato, para explicar diversas questões e teorias que vão surgindo sobre o assunto, fica a interrogação.
murais do templo de Abydos, situadas perto do deserto árido do Egito

     

4 comentários:

  1. É uma parte da realidade nos confrontando agora, ,já, temos que ter coragem e a mente aberta,pra nos livramos dessas cadeias,nos lembrarmos de quem fomos e quem somos,ontem,hoje,agora,pra semearmos o nosso futuro,um belo futuro de amor,sabedoria e luz e nos encaixarmos verdadeiramente nessa nossa aventura de peregrinos que somos.Abraço fraterno

    ResponderExcluir
  2. A Verdade e que a igreja nap aceita a realidade sobre a Origem humana

    ResponderExcluir
  3. Gostaria de indicar a nova edição do Livro de Enoque em língua portuguesa, a primeira edição crítica, traduzida da obra Pseudepígrafos do Antigo Testamento publicada pelo Professor James H. Charlesworth, de Princeton.
    https://www.facebook.com/livrodeenoque

    ResponderExcluir